A logística de suprimentos é o ramo da logística empresarial que trata do planejamento, implantação e controle do fluxo de movimentação e armazenagem de matéria-prima e insumos. Tem por objetivo satisfazer às necessidades de materiais para a operação, garantindo assim a integridade do produto final e prazo de entrega.

A cadeia de produção requer cuidados para sua otimização, visando não só  melhorar a produtividade de ponto a ponto, mas também evitar futuros problemas que possam prejudicar o andamento do negócio. Assim, uma boa administração da logística de suprimentos garante a coordenação e movimentação desses produtos de acordo com as exigências da operação empresarial, possibilitando aprimorar passos e melhorar resultados.

Essa é uma atividade de alta relevância, afinal se feita de forma errada pode acarretar em paradas na produção, escassez de mercadorias, compras emergenciais, entre outras dificuldades.

Continue lendo e veja como esse conceito pode ser aplicado ao seu negócio. Nos acompanhe!

Como funciona?

A logística de suprimentos é aplicada em praticamente toda a cadeia logística, isto é, se aplica em diversas etapas até a chegada do produto ao cliente final.

A aquisição de materiais tem início com o estudo de diferentes cenários. Envolve a avaliação de fornecedores e interação de serviços de compra, planejamento e previsão de tempo até a chegada do pedido, demanda dos materiais, ou seja, uma análise sistêmica que precede o pedido da matéria-prima. Algumas empresas utilizam, por exemplo, o conceito just in time (produto certo, na quantidade certa, na hora certa) como estratégia para aquisição de materiais.

Pode-se dizer, que a logística de suprimentos envolve basicamente três etapas, que estão ligadas à produção da maioria dos produtos industrializados. São elas:

  1. Entrada: o suprimento entra na cadeia como matéria-prima, sendo dirigido ao estoque ou almoxarifado.
  2. Produto em Processo: a matéria-prima passa pelo processo de produção e é transformada em produto acabado.
  3. Cliente: entrega do produto ao consumidor.

Logística de Suprimentos - Processo

Vemos assim, que a logística de suprimentos se encarrega de gerenciar e planejar a aquisição dos materiais necessários para o desenrolar de toda a atividade empresarial, da entrada até a entrega ao cliente final. Por isso, o planejamento estratégico é parte intrínseca desse setor, garantindo que a tomada de decisões seja mais eficiente e assertiva.

Neste sentido, é importante compreender a diferença entre os conceitos de matéria-prima e insumos. A primeira envolve o material que sofrerá alteração durante a produção, para se transformar em produto – como a resina termoplástica que se transforma em seringa, cadeira, embalagens, etc. Já o insumo envolve cada componente usado na produção de mercadorias, pode ser um material, uma máquina ou equipamento que servirão de suporte ao produto final (como: energia, força de trabalho), etc.

Benefícios da logística de suprimentos

Assim como em outras áreas da logística, há muitos benefícios em se aplicar a logística de suprimentos. Vejamos alguns deles:

  • Melhoria na estruturação dos processos
  • Maior eficiência e agilidade em cada setor
  • Redução de custos: já que o bom relacionamento com fornecedores e contratos de fidelização de reposição podem garantir preços melhores na aquisição.
  • Otimização de recursos: uma vez que a visão de logística de suprimentos melhora a estruturação de processos, evitando falhas em todas as partes da produção e minimizando prejuízos.
  • Armazenamento adequado de insumos e redução de perdas de materiais
  • Redução de riscos de acidentes com colaboradores: devido ao manuseio inadequado dos suprimentos, como produtos químicos, perfurocortantes.
  • Evita falhas e perdas na produção
  • Aumento na produtividade: por meio da sinergia gerada entre os setores, bem como pelo maior controle dos processos.

Quando vista de forma integrada, ou seja, envolvendo todo o processo produtivo, ela gera ainda mais melhorias.  Neste sentido, a tecnologia pode se tornar, mais uma vez, uma grande aliada possibilitando a automatização de processos e, consequentemente, maior agilidade e eficiência na produção.

Integração entre fornecedores de suprimentos e empresa

Todo processo produtivo depende de uma boa relação com os abastecedores de insumos, a fim de negociar melhores condições, manter prazos condizentes com a demanda e evitar demoras, atrasos e problemas no processo de reposição, já que a entrega do produto final, no prazo determinado, depende dessas condições.

O bom relacionamento com fornecedores sempre gera impactos positivos para o processo produtivo, pois permite a empresa combinar melhores condições, estabelecer prazos condizentes com a demanda, acordar reposições de insumos e materiais, evitar atrasos, bem como negociar melhores preços.

Essa integração entre fornecedor e empresa é essencial para que haja melhor gestão de recursos, desta forma só se realizarão as aquisições de insumos que realmente sejam necessários, evitando desperdício. Neste sentido, um bom gestor logístico estará sempre atento para incentivar essa união, promovendo uma comunicação direta, eficiente e sem ruídos entre as partes.

Como otimizar sua logística de suprimentos?

Para promover essa integração e tornar a logística de suprimentos eficiente para o seu modelo de negócio, é muito importante que sua empresa invista em alguns pontos:

  • Mapear os processos da empresa, desde o começo da produção até a entrega. Dessa forma será possível encontrar os pontos fortes e, principalmente, os pontos fracos que precisam ser otimizados.
  • Implementar softwares e outras tecnologias de gestão logística, que tornem viável rastrear os suprimentos em estoque.
  • Treinar os funcionários de todas as áreas, instruindo sobre a integração essencial entre os setores produtivos da empresa, primordialmente entre cadeia de suprimentos (Supply Chain) e logística.
  • Criar KPI’s para avaliar o desempenho operacional. Só assim você poderá de fato acompanhar os resultados. Nesse ponto é importante priorizar métricas de satisfação e fidelização dos clientes, através de avaliações feitas por eles, utilizando formulários.
  • Manter-se em constante análise e melhoria contínua, sempre em função dos principais KPI’s, alterando quando necessário pontos importantes da operação logística.

Conclusão

O bom funcionamento dos processos de uma empresa dependem da maneira com que são acompanhados e geridos. Por isso, investir na implementação de metodologias como a logística de suprimentos não é mais uma questão de diferencial competitivo, mas sim de algo necessário para que sua empresa se mantenha competitiva em seu segmento.

Esteja atento à toda a sua cadeia de suprimentos e invista em melhorias!

Leia mais conteúdos como esse, inscrevendo-se em nossa newsletter: