A logística tem como objetivo central fazer com que as mercadorias de uma empresa cheguem a seus destinatários em menos tempo, com redução de custos e maior lucro. Envolve, basicamente, cadeias de expedição, transporte, armazenamento e recepção de itens (materiais, produtos ou matérias-primas). Nesse post falaremos sobre uma das ramificações desse setor a logística internacional, que lida com outro patamar de complexidades na condução dos processos de importação e exportação envolvendo um negócio.

Ainda que o tema logística internacional não faça parte dos planos atuais da sua empresa, é muito provável que em algum momento futuro você precise ou deseje aplicá-lo… Siga conosco nessa leitura e saiba mais sobre esse setor que tem crescido a cada ano!

O que é logística internacional

Ao longo dos anos, esforços políticos e econômicos estreitaram os canais de comercialização entre muitos países, rompendo barreiras e estimulando relacionamentos. Nesse sentido, a infraestrutura logística é um componente de auxílio para o contato entre produtores e consumidores internacionais, a partir da manutenção do comércio exterior.

A logística internacional despontou como meio de entender as conexões das cadeias de suprimentos globais e a comunicação entre fornecedores, fabricantes e clientes. Leva em consideração os diversos fatores que influenciam essa prática comercial, tais como: o desenvolvimento constante da tecnologia de informação, transporte, movimentação e armazenagem.

Os profissionais dessa área costumam trabalhar como analistas de logística em comércio exterior, agentes de carga internacional ou mesmo gestores de operações portuárias.

Alguns dados nos auxiliam a compreender a importância da logística internacional. Em 2017, havia 60 mil empresas atuantes no comércio exterior com crescente demanda de negócios. Em 2018, conforme informações do MDIC, as exportações aumentaram 27,8% e as importações 13,3%. E o ano de 2019 mostra aquecimento da economia e boas perspectivas para o setor.

Como funciona

Se você possui uma empresa que está envolvida com importação ou exportação, é muito importante que entenda como a logística internacional pode trazer benefícios ao seu negócio. Ela estabelece métodos de trabalho desde o desembaraço aduaneiro até a entrega final dos produtos, para tanto aplica diferentes estratégias, pesquisas e organização.

Alguns dos objetivos da logística internacional:

  • centralizar e padronizar as operações
  • minimizar erros e reduzir custos com processos de fluxo de produtos
  • garantir a satisfação do cliente com a mercadoria, seu preço e qualidade, além de prover serviços justos e valor agregado
  • alcançar credibilidade e confiança do cliente e mercado
  • realizar transações comerciais produtivas e rentáveis
  • atingir metas definidas pela empresa
  • melhorar relacionamento com clientes e fornecedores
  • controlar o percurso de entrega e/ou recebimento de mercadorias

Como aplicar em sua empresa

Um desempenho assertivo, organizado e eficaz da logística internacional pode impulsionar seu negócio a alcançar mercados mais competitivos, globalizados e atraentes. São muitas as empresas que têm investido nessa área para acompanhar o desenvolvimento econômico nacional e internacional.

Para fazer parte desse movimento, confira alguns passos a serem tomados:

  • Conheça bem seus fornecedores e clientes internacionais
  • Busque prever a demanda, pois mercados distintos podem reagir de formas imprevisíveis
  • Realize pesquisa de mercado
  • Conheça os acordos dos quais o Brasil faz parte, bem como as normas estrangeiras sobre produtos
  • Estude os modais de transporte para conferir preço, prazos, benefícios e malefícios que podem influenciar diretamente em seu processo comercial
  • Faça consultas e simulações de importação e exportação
  • Confira câmbio e impostos que influenciam no preço final de seu produto, para não ter prejuízos
  • Certifique-se de que sua empresa possui a autorização da Receita Federal e do SISCOMEX (Sistema Integrado de Comércio Exterior) – órgão responsável pelo registro e controle de atividades internacionais.

Ao aplicar os passos acima, não se esqueça de sempre avaliar seu desempenho para conferir acertos e melhorias que possam ser realizados. Tenha em mente que no caminho para se alcançar uma estratégia eficiente, será necessário enfrentar desafios como: a infraestrutura brasileira com trâmites burocráticos e portos despreparados, falta de mão de obra qualificada, transporte interno (maior parte rodoviário, que não é o mais eficiente) e a inexperiência das próprias empresas quanto aos processos que envolvem comércio exterior.

Muitos negócios têm recorrido a consultorias na área de logística internacional ou terceirização do serviço, contando assim com a competência de profissionais qualificados e experientes. Mas investir no preparo e formação da sua própria equipe também pode ser muito pertinente, dada à importância da área. Nesse sentido, os sistemas de automação podem ser grandes aliados, pois otimizam atividades, registram transações, fazem cálculos de tributos e armazenamento de dados.

Trocas comerciais entre países sempre envolvem uma boa dose de complexidade, por isso é natural que surjam dúvidas durante o processo de negociação e escoamento de mercadorias. Investir em logística internacional pode render bons frutos para o seu negócio, portanto, não descarte essa possibilidade sem antes fazer uma boa reflexão.

Inscreva-se em nossa newsletter para receber mais conteúdos como esse!