Os tipos de plástico se diferenciam pela extensão e estrutura dos polímeros, além da sua usabilidade.

Os plásticos são atualmente uma classe de materiais extremamente importante no nosso dia a dia. Estima-se que a produção de plástico seja mais de 200 milhões de toneladas ao ano e isso se deve, principalmente, ao baixo custo de produção e à durabilidade que eles têm em comparação aos outros tipos de materiais.

Os plásticos são um grupo pertencente a uma categoria maior de materiais chamados de polímeros. Os polímeros são originados a partir de uma fração do petróleo chamada nafta e também de fontes renováveis, como o plástico feito a partir do milho, da beterraba, da mandioca, da cana-de-açúcar, etc.

A seguir, veremos a diferenciação mais básica entre os tipos de plástico.

Tipos de Plástico

Tipos de Plástico

PP ou Polipropileno

O Polipropileno é um polímero ou plástico derivado do propeno ou propileno. Algumas de suas características incluem ser inquebrável, transparente, brilhante e rígido. É bastante utilizado em filmes para embalagens e alimentos, embalagens industriais, potes e seringas descartáveis.

PEBD ou Polietileno de Baixa Densidade

O Polietileno de Baixa Densidade é obtido através da polimerização do etileno, é o polímero de estrutura química mais simples. Por ser um termoplástico, o PEBD é reciclável. É um plástico flexível, leve, transparente e impermeável. Pode ser aplicado em sacolas de supermercados, sacaria industrial, bolsas para soro medicinal, entre outros.

PEAD ou Polietileno de Alta Densidade

O PEAD é obtido através da polimerização do etileno e conhecido também como eteno.  Por ser um termoplástico, o PEAD é reciclável. É um plástico inquebrável, resistente a baixas temperaturas, leve e impermeável. É bastante aplicado em embalagens de detergente e óleos automotivos, garrafeiras, tampas, potes, utilidades domésticas, etc.

PEBDL ou Polietileno de Baixa Densidade Linear

É obtido através da polimerização do etileno. O fato de ser polimerizado sob baixas pressões, torna a produção do PEBDL mais econômica que a do PEBD convencional, fazendo desse material uma ótima alternativa para aplicações que necessitem de propriedades intermediárias entre o PEBD e o PEAD. É um material menos translúcido que o PEBD, e possui maior resistência mecânica que o mesmo. Pode ser aplicado em filmes, sacolas, caixas d’água, embalagens em geral.

EVA ou Acetato de Vinila

O EVA é obtido através do copolímero de etileno-acetato de vinila. A sua principal característica é a capacidade de ser flexível e resistente ao mesmo tempo. Suas características fazem do EVA um produto competitivo em relação a outros termoplásticos e alguns tipos de borrachas, sendo utilizado no segmento de calçados em compostos expansíveis e reticulados transformados por injeção e pressão. É aplicado em equipamentos de academia, brinquedos, brindes, solados de calçados, entre outros.

PS ou Poliestireno Cristal e de Alto Impacto

Resina do grupo dos termoplásticos, o Poliestireno é obtido através da polimerização do estireno. Por ser um material barato e frágil, é muito usado na fabricação de produtos descartáveis ou que necessitem de alta transparência. O poliestireno convencional é popularmente conhecido como PS cristal. É aplicado em potes de embalagens em geral, tampas, copos descartáveis, brinquedos, etc.

ABS ou Acrilonitrila Butadieno Estireno

O ABS é obtido através do copolímero de etileno-acetato de vinila. É um termoplástico desenvolvido para aplicações que necessitam de uma boa resistência ao impacto e um bom aspecto visual. É um dos plásticos mais indicados para a produção de carcaças de eletrodomésticos. Tem boa resistência mecânica, fácil moldabilidade, dureza. É muito utilizado em carcaças de eletrodomésticos, capacetes e painéis automotivos.

Como Classificar os Tipos de Plástico

Para os consumidores saberem de qual tipo de plástico é feito o produto que estão adquirindo, há um padrão utilizado pelas fábricas. Você já deve ter reparado que existem números cercados por um triângulo com setas nos rótulos dos produtos de plástico que você compra. Esses símbolos têm a função de alertar os consumidores sobre o descarte seletivo, além de orientar a separação devida de cada material.

No Brasil, a norma técnica do plástico (NBR 13.230:2008) foi concebida de acordo com critérios internacionais. A numeração separa o material em seis diferentes tipos de plásticos (PET, PEAD, PVC, PEBD, PP, PS) e ainda há uma sétima opção (0 – outros), normalmente empregada para os produtos de plástico fabricados com uma combinação de diversas resinas e materiais.

Para saber a melhor opção de plástico para o seu produto, procure comparar as características específicas de cada tipo de plástico, para que se destina e sua usabilidade para determinado produto. A dureza do material, a maleabilidade, leveza, resistência e permeabilidade são algumas das principais características para se verificar ao fazer essa escolha.

Quer saber mais sobre os tipos de plástico e sua importância no processo de modernização tecnológica da indústria? Baixe nosso guia!